Comissão de Obras acionará Ministério Público e Tribunal de Contas sobre Aditivo do Memorial; Larissa fez cobrança contundente

Compartilhar

Por consequência da ausência e da falta da documentação, os vereadores e vereadoras integrantes da Comissão de obras decidiram realizar uma representação ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas, para que apurem as irregularidades e oficiar a Caixa Econômica Federal, para que sejam fornecidos todos os documentos dos contratos.

Foto: Edilberto Barros / Assessoria

O Secretário Municipal de Infraestrutura, Meio Ambiente, Urbanismo e Serviços Urbanos, Rodrigo Lima, não atendeu à convocação oficial das vereadoras e vereadores da Comissão de Planejamento, Uso e Ocupação de Solo, Obras e Serviços Urbanos, que realizou reunião especial de ontem (07/07) para obter explicações do gestor sobre os indícios de irregularidades em obra aditivada do Memorial da Resistência pelo municipio na gestão do prefeito Allyson Bezerra. 

Os vereadores presentes à reunião registraram a ausência sem justificativa do secretário à Câmara Municipal apontando para o questionamento sobre essa ausência, demonstrando, assim, desrespeito do gestor ao legislativo e a toda a população do município. 

Dos documentos solicitados pela comissão, apenas uma parte foi entregue no momento da reunião através de um grupo de vereadores da base do prefeito, referentes ao Memorial, restando ainda documentos dos processos de contratos e aditivos das obras questionadas.

Por consequência da ausência e da falta da documentação, os vereadores e vereadoras integrantes da Comissão de obras decidiram realizar uma representação ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas, para que apurem as irregularidades e oficiar a Caixa Econômica Federal, para que sejam fornecidos todos os documentos dos contratos, visando assim um processo de investigação mais rigoroso com a ajuda fiscalizadora do legislativo mossoroense. Além disso, caberá ainda uma ação própria de judicialização para garantir a autonomia da comissão visando o direito de receber tanto o secretário quanto a documentação solicitação.

A vereadora Larissa Rosado (União Brasil) fez um discurso contundente. Não permitiu que desqualifiquem a autoridade e legalidade da Comissão e disse que são perguntas simples que não apenas a Casa quer saber. "Não sei do que ele tem medo porque nós estamos aqui para conversar, para dialogar, para fazer perguntas simples que a população espera por respostas". Em dado momento, Larissa lembrou que editar legendas das fotos de inauguração das obras que agora não estão mais inauguradas "serve até para fazer meme". Assista ao vídeo cedido pela assessoria da vereadora:



Compartilhar

0 comentários em "Comissão de Obras acionará Ministério Público e Tribunal de Contas sobre Aditivo do Memorial; Larissa fez cobrança contundente"

Postar um comentário

Postagens anteriores → ← Postagens mais recentes
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
WILL VICENTE RECOMENDA