Servidores encerram greve geral sem nenhum avanço diante da "intransigência da prefeitura"

Compartilhar

"É um recuo estratégico e também um ato de responsabilidade, mas que não impede que continuemos a denunciar a falta de condição de trabalho e a desvalorização, que, de fato, existe nesta gestão", disse Eliete, presidente do Sindiserpum. 

Via: Sindiserpum

Os servidores gerais e da Saúde de Mossoró deliberam em assembleia realizada nesta segunda-feira (18) suspender a greve iniciada no último dia 30 de março e marcada pelo engajamento de vários segmentos dos serviços públicos municipais.


A suspensão da greve se dá diante de um quadro de intransigência por parte da gestão, que não demonstrou, durante todo o período de negociações junto ao Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (Sindiserpum), vontade política de conceder a reposição inflacionária pedida pelo movimento grevista. 


Com a promessa de que os grevistas não terão descontos dos dias parados, nem perseguição em seus locais de trabalho, além da publicação de progressões em atraso, abaixo do quantitativo anunciado nas mídias locais, e outras demandas obrigatórias de qualquer gestor, o Executivo mossoroense não coloca um fim à luta pela valorização dos servidores, que retornarão às suas atividades, mas se manterão em estado de alerta e levarão as suas insatisfações a atos públicos pontuais durante o ano, podendo inclusive retornar a greve a qualquer momento.


“Não saímos com sentimento de derrota, é um recuo estratégico e também um ato de responsabilidade, mas que não impede que continuemos a denunciar a falta de condição de trabalho e a desvalorização, que, de fato, existe nesta gestão e mesmo ao retorno das ações de greve.” Avalia Eliete Vieira, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (Sindiserpum). 


Atos significativos foram realizadas neste período na UPA do Santo Antônio, na sede do SAMU, no Plantão Social e culminou com acampamento em frente ao Palácio da Resistência com panfletagem e pit-stop esclarecendo a população sobre os motivos da paralização. 


Durante as diversas reuniões entre o Executivo mossoroense e o sindicato, nenhuma proposta de reajuste foi apresentada aos servidores, nem mesmo diante da possibilidade de apenas uma reposição inflacionária, e mesmo assim, de forma parcelada.

 

Compartilhar

0 comentários em "Servidores encerram greve geral sem nenhum avanço diante da "intransigência da prefeitura""

Postar um comentário

Postagens anteriores → ← Postagens mais recentes
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
WILL VICENTE RECOMENDA