Cosern desativa 18 "gatos" de energia em peixarias e fábricas de gelo em doze municípios

Compartilhar

De janeiro até agora, já foram feitas mais de 25 mil inspeções e o volume de energia recuperado seria suficiente para abastecer um município do porte de Caicó por 30 dias, por exemplo.



Com um olho no peixe e outro no “gato”, 23 equipes técnicas da Neoenergia Cosern realizaram mais uma fase da Operação Varredura nesta terça-feira (12) – desta vez focada em peixarias e fábricas de gelo em doze municípios de todas as regiões do estado.

A energia furtada estava sendo usada para fabricação de gelo e para manter ligados os freezers que conservavam os pescados.

Ao todo, 18 “gatos” foram identificados e desativados depois de 186 inspeções realizadas ao longo do dia. De janeiro até agora, já foram feitas mais de 25 mil inspeções e o volume de energia recuperado seria suficiente para abastecer um município do porte de Caicó por 30 dias, por exemplo.

É muito importante que os potiguares saibam que todos nós pagamos pelo prejuízo causado por esse tipo de crime”, lembra Gilmar Mikeias, gerente de Recuperação da Receita da Neoenergia Cosern.

Todos os anos, no momento de calcular o valor do reajuste tarifário, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) inclui no cálculo um percentual relativo à essas perdas”, complementa o gerente.

O gato de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal e a pena para o responsável pela fraude ou furto pode chegar a oito anos de reclusão. Além de crime, o “gato” representa risco de morte a quem faz e a quem está próximo. A ligação clandestina também provoca perturbações no fornecimento de energia da região e pode causar a queima de eletrodomésticos dos vizinhos.


Números da Operação Varredura

Ao longo de 2021Operação Varredura recuperou mais de 46 milhões de KWh de energia que estavam sendo desviados – um aumento de 20% em relação a 2020. Para se ter ideia desse volume, o consumo médio de uma residência potiguar é de 150 KWh por mês.

O volume de energia que estava sendo furtada e foi recuperada no ano passado seria suficiente para abastecer todo o estado do Rio Grande do Norte por dois dias e meio, ou Natal por 11 dias, ou Mossoró por 21 dias. Seis pessoas foram presas em todo estado cometendo a irregularidade.

A fraude é quando o consumidor já é cliente da Neoenergia Cosern e manipula o medidor de energia com o objetivo de reduzir o consumo faturado. Já o furto consiste em desviar energia diretamente da rede elétrica sem a medição do consumo e o conhecimento da distribuidora.

Os consumidores que se sentirem lesados com essa prática criminosa (uma vez que o prejuízo causado pelos desvios é dividido por todos) podem denunciar, de forma totalmente anônima, por meio do telefone 116, WhatsApp (84) 3215-6001 e pelo site da Neoenergia Cosern www.neoenergiacosern.com.br.


Fonte/Fotos Assessoria Cosern.


Compartilhar

0 comentários em "Cosern desativa 18 "gatos" de energia em peixarias e fábricas de gelo em doze municípios"

Postar um comentário

Postagens anteriores → ← Postagens mais recentes
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
WILL VICENTE RECOMENDA