Planalto 13 de Maio, Paredões e Bom Jesus são os bairros mais afetados pelo mosquito da dengue

Compartilhar

 


O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Mossoró divulgou o primeiro Levantamento do Índice Rápido de Infestação do Aedes aegypti (LIRA) de 2022. A coleta de dados foi realizada por agentes de endemias no período de 31 de janeiro a 4 de fevereiro de 2022.

De acordo com o levantamento apresentado pelo CCZ, três bairros de Mossoró aparecem como sendo áreas de maior infestação do mosquito. São eles: Planalto 13 de Maio, mais conhecido como Papôco (Alagados) com 14,2%; em segundo vem o bairro Paredões com 11%; e em terceiro o bairro Bom Jesus, com 10,2%.

Segundo o diretor administrativo do Centro de Zoonoses, João Paulo da Silva, o índice apresentado na coleta representa risco médio de infestação do mosquito que é responsável pela transmissão da dengue, zyka e chikungunya.  

João Paulo chama a atenção da população para os cuidados que devem ser adotados para evitar a proliferação do mosquito transmissor das doenças. A orientação é a seguinte: Evitar recipientes com água parada, manter os reservatórios de água sempre limpos e tampados, ensacar bem o lixo, manter os quintais limpos e livres de recipientes que possam acumular água das chuvas.

CUIDADOS PARA EVITAR A PROLIFERAÇÃO DO MOSQUITO

  • Tampar tonéis e caixas d’água;
  • Manter calhas sempre limpas;
  • Deixar garrafas e recipientes com a boca para baixo;
  • Limpar semanalmente ou preencher vasos de plantas com areia;
  • Tampar as lixeiras;
  • Limpar os ralos e colocar telas;
  • Manter lonas para materiais de construção e piscinas sempre esticadas para não acumular água


SECOM/PMM
Compartilhar

0 comentários em "Planalto 13 de Maio, Paredões e Bom Jesus são os bairros mais afetados pelo mosquito da dengue"

Postar um comentário

Postagens anteriores → ← Postagens mais recentes
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
WILL VICENTE RECOMENDA