.

quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Debate entre candidatos à prefeitura de Mossoró acontece hoje na TCM Telecom

 


A TCM Telecom promove hoje, às 20h15, debate entre os candidatos à prefeitura de Mossoró. O evento será transmitido pelo canal TCM 10 HD com mediação do jornalista Moisés Albuquerque. O debate faz parte da cobertura das Eleições 2020 da emissora e tem previsão de durar 2 horas e 20 min.

Infraestrutura Urbana, Saúde, Segurança, Educação, Economia e Inclusão Social serão os temas contemplados no debate preparado ainda com protocolos de segurança em virtude da Covid-19. Os candidatos deverão utilizar máscaras, álcool em gel será disponibilizado, além de distanciamento social dentro do estúdio e nos outros ambientes da TCM. O acesso a emissora também será regulado.

No debate, acontecerão rodadas de perguntas que os candidatos farão entre si; perguntas feitas pelos cidadãos mossoroenses e por comunicadores do Grupo TCM Telecom. O programa será transmitido em cadeia com a 95 FM e pelas redes sociais. Além do debate com candidatos de Mossoró, o canal realizará edições com candidatos à Prefeitura de Apodi (dia 28 de outubro) e de Assú (11 de novembro).


UERN aprova criação de auxílio-creche

 


*Um momento histórico na Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern). Na tarde desta terça-feira (20), o Conselho Diretor da Fundação Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Fuern) aprovou, por unanimidade, a criação do Programa Auxílio-Creche, proposto pela Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Prae).

O programa irá beneficiar estudantes regularmente matriculados nos cursos de graduação com filhos de zero a cinco anos, que receberão auxílio financeiro para uso exclusivo com despesas com creche, pré-escola ou cuidador, assegurando a igualdade de condições no exercício das atividades acadêmicas. Terão prioridade estudantes em condição de vulnerabilidade social.

As despesas decorrentes da aplicação do Programa Auxílio-Creche correrão à conta das dotações orçamentárias da Fuern com recursos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecop).

A reunião do Conselho Diretor foi presidida pela professora Fátima Raquel, presidente em exercício da Fuern. Ela destacou a importância da instituição do Auxílio, um marco na história da UERN. “Somos uma Universidade diferente. Temos um grupo cada vez maior de pessoas em condições de vulnerabilidade social, mas que tem todo o esforço e a vontade de continuar estudando para transformar a sua vida. A UERN, como universidade inclusiva, que pauta as suas ações nesse acolhimento e nesse entendimento de que é a educação que transforma a sociedade, a gente tem buscado em todas as esferas unir esforços na perspectiva de garantir, além do acesso desses alunos ao Ensino Superior, sua permanência”, afirmou a presidente.

O processo teve como relator o conselheiro Bruno Ernesto, que deu parecer favorável à instituição do programa, fazendo destaques ao texto original. Em seu parecer, o relator afirma que “o auxílio-creche se insere nas diretrizes constitucionais de construção de uma sociedade solidária, visando erradicar a pobreza e a marginalização, e, dessa forma, reduzir as desigualdades sociais e regionais especialmente quando se constata que aproximadamente 15% dos estudantes da UERN se enquadram nos requisitos para a concessão do auxílio”.

A conselheira Cicília Maia chamou a atenção dos demais conselheiros para a importância do programa como política afirmativa voltada principalmente para as mulheres. “Essa pauta muito beneficiará as estudantes mulheres e meninas, que muito lutam para buscar seu espaço de fala e produtividade. Sabemos que não é fácil e que essa rede de solidariedade está cada vez mais escassa”, argumentou a conselheira Cicília.

Na mesma reunião foram aprovadas as minutas de resolução que define os procedimentos para remoção de servidores docentes efetivos no âmbito da Fuern e que disciplina sobre os espaços coletivos da Uern.

*Texto da Agecom. 

quinta-feira, 13 de agosto de 2020

UERN volta às aulas no dia 31 de agosto de forma remota

 

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Consepe/UERN) aprovou nesta quinta-feira (13) o calendário acadêmico referente ao ano letivo 2020 do Ensino de Graduação, suspenso desde 31 de março, devido à pandemia de Covid-19. De acordo com o documento aprovado pelo Consepe, o início do ano letivo 2020 da UERN será realizado com a utilização do ensino remoto em caráter excepcional. O início do semestre 2020.1 se dará no dia 31 de agosto, com o Planejamento, e no dia 8 de setembro, têm início as aulas de forma remota.

A Pró-reitoria de Ensino de Graduação (PROEG) elaborou duas propostas para apreciação do Conselho. A relatora do processo foi a conselheira professora Ana Dantas. O processo contou ainda com voto vista do conselheiro professor Gutemberg Dias. A reunião foi presidida pelo Reitor Pedro Fernandes.

No semestre letivo 2020.1, não será realizado desligamento de estudantes por abandono de curso ou por decurso de prazo máximo para conclusão do curso. Em caráter excepcional, será permitido o trancamento do curso ou de componentes curriculares por parte dos estudantes, inclusive para ingressantes do primeiro período, até 75% do semestre 2020.1.

Os componentes curriculares de natureza prática ou que possuam uma parte prática poderão ser adaptados ao formato remoto, desde que sejam aprovados pelo NDE do curso e pela plenária do Departamento Acadêmico. Caso as atividades não possam ser realizadas integralmente de forma remota, poderão ser realizadas presencialmente, devendo a Universidade assegurar as condições de biossegurança, atentando para as recomendações das autoridades sanitárias.

Para viabilizar o ensino remoto a todos os estudantes da Instituição, a Universidade deu início a estratégias de inclusão digital para alunos em condições de vulnerabilidade social, bem como professores e servidores técnicos, como o auxílio inclusão digital, cursos de capacitação voltados para os mais diferentes públicos, entre outros. A vice-reitora Fátima Raquel Morais, que estava à frente da Instituição quando houve a suspensão das atividades na UERN, avaliou a aprovação do calendário remoto.

“Desde o início da pandemia, a UERN tem se preocupado cotidianamente com a nossa comunidade e com a sociedade, tanto é que em 15 de março publicamos uma portaria suspendendo as atividades acadêmicas e administrativas presenciais, na perspectiva de não ser instrumento da disseminação do vírus em nossa região. Ao longo desse tempo, perseguimos estratégias para o retorno das atividades, especialmente acadêmicas. Neste momento, entendendo que já temos maturidade, aprovamos a retomada do nosso calendário universitário de modo remoto”, afirmou.

A Resolução, com todas as orientações para o semestre letivo será publicada no Jornal Oficial da Fuern (JOUERN).

Transparência – A reunião desta quinta-feira entra para a história da Universidade como a primeira reunião de um Conselho Superior transmitida através das redes sociais. A reunião foi transmitida através do Canal UERN Oficial no Youtube, atingindo números impressionantes. O vídeo da transmissão foi reproduzido mais de 4 mil vezes, e atingiu picos simultâneos de mais de 600 expectadores.

De acordo com a Chefe de Gabinete da Reitoria, Cicília Maia, todas as sessões dos Conselhos Superiores serão transmitidas através das plataformas digitais da UERN, ampliando a transparência dos atos na Instituição.

“A Universidade tem se esforçado em disponibilizar cada vez mais canais de transparência na nossa Instituição. Além da transmissão ao vivo das reuniões dos Conselhos, a UERN tem hoje seu Jornal Oficial, instituído em 2018, além do e-sic, Ouvidoria, Canal Fale com o Reitor, além do Portal UERN.br e os perfis UERN Oficial nas mídias sociais. Tudo isso para proporcionar ao cidadão possa acompanhar mais de perto tudo o que se é construído e discutido na nossa Universidade”, explicou Cicília.

A reunião do Consepe está disponível no link https://www.youtube.com/watch?v=n-Ojic0TCVk

Informações da AGECOM. 

quarta-feira, 12 de agosto de 2020

Colégio Diocesano é 1º lugar no Enem em Mossoró

 





O Colégio Diocesano Santa Luzia comemora com seus estudantes e professores a conquista do 1º lugar no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), referente às provas realizadas em 2019. A primeira colocação no ranking das escolas particulares de Mossoró foi confirmada após a divulgação dos microdados, feita pelo Ministério da Educação no final de junho deste ano.

Com isso, agora além de ser a escola da cidade que mais aprova seus estudantes para universidades públicas, através do Sistema de Seleção Unificada (SISU), o Diocesano também é o 1º lugar no Enem e soma essas conquistas aos outros recentes resultados que estão sendo construídos ao longo dos últimos anos.

“Essa conquista representa mais uma vitória da nossa escola. Junto ao 1° lugar no Enem, temos o fato de ser o colégio que mais aprova em Mossoró no Sisu já há quatro anos, além de ser a instituição que tem os melhores resultados olímpicos na cidade”, destacou o diretor Pe. Charles Lamartine.

“Temos a base sólida de uma instituição tradicional, pautada em valores humanos e na construção integral dos cidadãos, mas também nos enquadramos como uma escola tecnológica e de excelentes resultados construídos a partir do trabalho em equipe”, completou o diretor do colégio centenário, que em 2021 completa 120 anos.

Para chegar à média de cada instituição no Enem, o Ministério da Educação faz os cálculos dos microdados baseado apenas nas provas objetivas (Ciências Humanas e suas Tecnologias, Matemática e suas Tecnologias, Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, e Ciências da Natureza e suas Tecnologias), não contabilizando as notas de Redação.

Caso as pontuações das Redações também fossem computadas, o Colégio Diocesano chegaria ao 1º lugar geral em Mossoró, entre escolas públicas e privadas, fruto do excepcional desempenho dos estudantes nesta área. Ano passado foram mais de 70 notas acima dos 800 pontos, sendo duas alunas com 980.

“Ao avaliar os índices de rendimentos, resolvemos mudar, inovar e com isso crescer. Precisávamos de uma transformação geral, pouco a pouco. Um dos maiores investimentos realizados foi na equipe do DioEnem. Estudamos a prova do Enem, os documentos norteadores e criamos um plano de ação e trabalho, com execução de todo o corpo escolar, para chegar onde estamos”, avaliou Pablo Derruan, que é professor de Biologia e coordenador do Ensino Médio do Diocesano.

Conquistado o 1º lugar, os desafios diante do Enem continuam, com o objetivo de prosseguir como uma escola de excelência, que concretiza o sonho dos seus estudantes e que também se coloca como uma instituição que alcança grandes resultados.



Assessoria de Imprensa Colégio Diocesano. 

quarta-feira, 29 de julho de 2020

Quarentene-se: edição única de festival digital de Curtas acontecerá em setembro no RN


Uma edição única do Festival Quarentene-se, a ser realizado de 01 a 11 de setembro, em formato online para todo o Rio Grande do Norte, estará com inscrições abertas a partir do dia 17 de agosto.

O projeto da produtora mossoroense Wigna Ribeiro foi um dos contemplados pelo Edital de Economia Criativa do Sebrae-RN no período inicial da quarentena. O Quarentene-se será realizado em formato digital, respeitando os protocolos de prevenção com o distanciamento imposto pela pandemia do Coronavírus (Covid-19).

Poderão ser inscritos curtas-metragens (de até 5 minutos de duração, incluídos os créditos). Além disso, os curtas inscritos precisam contemplar a temática da quarentena. O Festival incluirá duas mostras competitivas (profissional e amador).

Em breve, nas redes sociais oficiais do festival serão divulgados mais detalhes, como edital e formulário para inscrições.

quinta-feira, 2 de julho de 2020

Com adiamento das eleições, apresentadores de rádio e TV terão que se afastar em agosto

O Congresso Nacional promulgou, nesta quinta-feira (2), a Emenda Constitucional 107 de 2020, que, em razão da pandemia, adiou a data das eleições municipais deste ano e atualizou o calendário de prazos do processo eleitoral. 

Pelo texto, a realização do primeiro turno das eleições municipais será no dia 15 de novembro e o segundo turno, dia 29 de novembro

A data de afastamento de apresentadores de rádio e TV que são pré-candidatos às eleições municipais, por sua vez, passa a ser em 11 de agosto, e não mais em 30 de junho, como previsto originalmente.

A Emenda Constitucional também atende à consulta formulada pela ABERT ao Tribunal Superior Eleitoral e traz importante mudança ao autorizar, no segundo semestre deste ano, a divulgação de publicidade institucional de atos e campanhas dos órgãos públicos municipais e de suas respectivas entidades da administração indireta, destinados ao enfrentamento da pandemia. 

Também foi alterada a média de gastos públicos com publicidade institucional. Até 15 de agosto de 2020, as despesas com publicidade não poderão exceder a média dos gastos dos dois primeiros quadrimestres dos três últimos anos que antecedem o pleito, salvo em caso de grave e urgente necessidade pública, assim reconhecida pela Justiça Eleitoral.

Foram rejeitadas as emendas que aumentavam o período de propaganda eleitoral gratuita no rádio e na TV, sendo mantido o seu início 35 dias antes da realização do pleito.

Segundo o presidente da ABERT, Paulo Tonet Camargo, “a Emenda Constitucional trouxe mudanças significativas para o processo eleitoral e, além disso, resolveu, de forma meritória, as demandas que o nosso setor havia formulado ao Tribunal Superior Eleitoral neste momento de grave crise sanitária e econômica”. 

Nos próximos dias, a ABERT disponibilizará uma Cartilha Eleitoral com todas as orientações necessárias para as emissoras.


               Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão

terça-feira, 30 de junho de 2020

Covid-19: Retomada das atividades econômicas exige responsabilidade das empresas, diz Governo

FOTO: Elisa Elsie/ASSECOM-RN

A governadora Fátima Bezerra disse em entrevista coletiva nesta terça-feira, 30, que o início da retomada gradual das atividades econômicas programada para esta quarta-feira, 1º de julho, é uma decisão tomada com base nas análises feitas pelo Comitê Científico de assessoramento ao Estado na pandemia, que apontam a redução da taxa de transmissibilidade e a ocupação de leitos. "Esses indicadores orientam a retomada gradual e segura das atividades após mais de 100 dias do primeiro decreto com as medidas de proteção no enfrentamento ao novo coronavírus", afirmou.

A chefe do Executivo estadual alertou que as medidas restritivas continuam valendo. "Carreatas, passeatas, manifestações que gerem aglomerações continuam proibidas e o governo será rigoroso na fiscalização", disse, conclamando os prefeitos e autoridades municipais a fortalecerem o Pacto Pela Vida. O Governo vai fiscalizar o cumprimento das normas e protocolos sanitários pelas empresas na realização de suas atividades e dará todo suporte através dos órgãos da segurança pública, do Procon RN e da Vigilância Sanitária às prefeituras que devem somar nesta fiscalização. Os municípios com mais de 15 mil habitantes devem definir horários para o funcionamento do comércio e do transporte público.

Fátima Bezerra ressaltou que o momento não é de liberação geral. O plano que começará a ser executado estabelece a retomada gradual das atividades e precisa contar com o comprometimento dos empresários, trabalhadores e poderes para que as normas de sanitárias e de distanciamento social sejam cumpridas.

“Precisamos manter o esforço concentrado, através do Pacto pela Vida, para que possamos dar este passo de retorno às atividades com segurança. Ainda não vivemos tempos de normalidade. A situação requer cautela e há a necessidade imperiosa de mantermos o distanciamento e o isolamento social associados ao uso obrigatório da máscara", reforçou governadora.

O plano de reabertura gradual das atividades econômicas do Governo do RN tem como base uma proposta apresentada pelos setores produtivos representados por federações como as do Comércio e da Indústria. "Portanto, os empresários também devem somar neste esforço cumprindo as regras sanitárias e medidas protetivas, orientando e fornecendo insumos de prevenção aos empregados. A retomada deve ser muito organizada e responsável para que não tenhamos um retrocesso, como ocorreu em outros Estados. Se houver aumento da contaminação e da ocupação de leitos não hesitaremos em voltar a restringir as atividades para proteger a vida das pessoas. Nosso Governo não abre mão da defesa da vida. Tomamos esta decisão com muita responsabilidade para retomada consistente e gradual", afirmou a governadora.

RETOMADA REQUER OBEDECIMENTO DE REGRAS
O coordenador do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS) da UFRN e integrante do Comitê Cientifico de assessoramento ao Governo do RN, professor Ricardo Valentim, também enfatiza que o momento é de o setor produtivo e toda a população obedecerem às regras para retomada gradual das atividades.

“O Comitê Científico monitora diariamente o comportamento da pandemia. Devemos agir com cautela e cuidado. O momento é também de reforçar as ações do Pacto pela Vida para que não seja preciso retroagir caso haja mudança do quadro de transmissibilidade e ocupação de leitos", explicou, para acrescentar que "se aumentar a taxa de transmissibilidade, que vem reduzindo, se houver aumento da demanda por leitos, e se não houver compromisso com as medidas sanitárias a suspensão das atividades vai voltar mais rígida. Não é ‘liberou geral’. É uma liberação gradual e muito cuidadosa, com planejamento e medidas sanitárias".

EMPRESAS ORIENTAM SEUS FUNCIONÁRIOS
Também durante a coletiva de imprensa, o professor Juciano Lacerda, do Programa de Pós-graduação em Estudos de Mídia da UFRN e integrante do Comitê Científico destacou a co-responsabilidade do setor produtivo na implementação da retomada. Ele alertou que é preciso que as empresas trabalhem com a sociedade para que pessoas não interpretem que está tudo liberado, como ir à praia. As medidas de proteção continuam em vigor. “Nas cidades onde houve a retomada, nos primeiros dias a população foi em massa às ruas e houve agravamento da situação. Não queremos isso”, lembrou. Juciano considera importante que as empresas e instituições devem atuar através dos seus canais de comunicação nas redes sociais divulgando mensagens educativas, cuidados que devem continuar sendo adotados e informando sobre como cada segmento vai funcionar.

LEITOS
O Governo do RN continua investindo para ampliar a assistência aos casos de Covid-19 e já disponibilizou 415 leitos exclusivos para tratamento da doença. São 214 UTIs e 201 leitos clínicos em todo o Estado. Nos últimos 15 dias foram instalados mais 42 leitos de UTIs na rede estadual e nos próximos dias serão abertos mais 67, sendo 15 no Hospital João Machado, 10 no Hospital Walfredo Gurgel, mais 10 em Macaíba, outras 10 em Assu, 5 em João Câmara, mais 5 em Currais Novos, 5 em Santo Antônio, 5 em São Gonçalo e 2 em Caicó.

APOIO AOS MUNICÍPIOS
Sobre o apoio governamental aos municípios, o secretário de Segurança Pblica e Defesa Social (Sesed), Francisco Araújo, explicou que as Polícias Militar e Civil e o Corpo de Bombeiros Militar irão atuar na fiscalização e atenderão as solicitações para que sejam respeitadas as medidas protetivas e o distanciamento social. "Lembramos que a retomada gradual das atividades econômicas não suspende a proibição de aglomerações, prática de esportes coletivos e festas. Isto ainda não é permitido e o sistema de segurança irá atuar para garantir o avanço na retomada das atividades e a saúde coletiva. O Pacto pela Vida continua", disse Araújo.

DADOS EPIDEMIOLÓGICOS
O secretário adjunto da Saúde Pública (Sesap), Petrônio Spinelli, confirma que há no RN nesta terça-feira 46.427 casos suspeitos de pessoas com Covid-19, 30.010 confirmados, 1.034 óbitos (3 nas últimas 24 horas) e 167 óbitos em investigação.

Há nos hospitais das redes públicas e privadas 731 pessoas internadas, sendo 372 em leitos críticos. A taxa de ocupação geral é de 93,7% de leitos críticos, sendo que no Oeste (Mossoró) e em Guamaré este índice chega a 100%. O percentual continua próximo da totalidade em Natal (97,3%), mas reduz em Caicó (79,3%) e em Pau dos Ferros (63%).

Na fila de regulação, 30 pacientes esperam leitos de UTI e há 10 vagas disponíveis. "A população precisa entender que as condições que fizeram a melhoria ainda tímida da pressão por leitos e redução da taxa de transmissibilidade do vírus só podem ser sustentadas se o isolamento for mantido. A responsabilidade é de todos", encerrou Spinelli.

FONTE: RN.GOV

quinta-feira, 23 de abril de 2020

#JornalistasSalvamVidas: Entidades lançam manifesto contra a precarização do trabalho dos jornalistas durante a pandemia



Jornalistas em todo o país vêm sendo pressionados desde 13 de abril por anúncios de cortes de até 70% em suas jornadas de trabalho e salários. A ofensiva das empresas de mídia toma como base a Medida Provisória nº 936, de 1º de abril. A categoria tenta negociar por meio dos sindicatos, mas a ameaça está colocada.

Houve anúncios de cortes de jornada e salários nas redações das maiores empresas jornalísticas do país nos últimos dias.

A ameaça acontece justamente no momento em que a população brasileira mais precisa de informação de qualidade sobre a pandemia de coronavírus e de seus efeitos. Reduzir horas de trabalho e salários de jornalistas significa reduzir a capacidade da sociedade de se informar adequadamente, abrindo espaço ainda maior para a disseminação de fake news.

As consequências dessa precarização em um momento tão crítico podem ser fatais para a saúde pública, para a economia e para a própria democracia. O trabalho dos jornalistas é serviço essencial.

A realidade por trás das câmeras e das páginas de jornal e revista que você lê é que, desde a eclosão da pandemia do coronavírus, estamos submetidos a uma carga de trabalho estendida para dar conta de levar ao público os mais diferentes ângulos e serviços de informação. A nossa rotina nesse último mês têm sido assumir riscos de saúde e empenhar recursos próprios para manter um trabalho com a qualidade e a velocidade que a população precisa e merece. Agimos assim porque fazer jornalismo é a nossa missão.

Conclamamos você a se unir neste movimento pela valorização dos jornalistas. Queremos manter o jornalismo na ativa e com força total nesse momento tão crítico para o Brasil e o mundo.

Use suas redes sociais para exigir que as empresas de mídia recuem dos cortes porque, nesse momento, mais do que nunca, informação é questão de vida ou morte e #jornalistassalvamvidas.

Vem com a gente!

Federação Nacional dos Jornalistas
Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo

N. do E.
Vale ressaltar ainda que, para além da precarização com redução de salários e aumento de jornada, há a redução total, leia-se demissões. 

#ValorizeOJornalista
#ValorizeOJornalismo
#ValorizeOJornalismoProfissional
https://www.instagram.com/p/B_VUkx8liYi/?igshid=kb32dk9l2065

quarta-feira, 15 de abril de 2020

TCM Telecom transmite Live de Aline Reis nesta quinta-feira



Aline Reis – Para Recordar é o nome do show pensado pela cantora Aline Reis em formato de “live” que será realizado nesta quinta-feira, 16. A performance acústica acontecerá no restaurante Buscapé, que funcionará exclusivamente para realização da “live”, a partir das 19h. A TCM Telecom transmitirá o show em seu Canal do Assinante, sintonizado no 20.7 pelo Pacote Compacto e 1 no Pacote Família. O show repleto de forró das antigas entrará no ar no Canal TCM 10 HD logo após o Cenário Político e poderá ser acompanhado pelo aplicativo TCM Play e canal do Youtube de Aline e Dayvid. Com três horas de duração, Aline Reis – Para Recordar permanecerá simultâneo em todas as plataformas mesmo após o início da exibição no Canal TCM 10 HD.

segunda-feira, 16 de março de 2020

Coronavírus: serviços da TCM Telecom podem ser realizados online


Atenta ao zelo com seus funcionários e assinantes, diante da pandemia do novo coronavírus, a TCM Telecom incentiva, como medida de prevenção que todos devem adotar, que o assinante solicite através de nossos canais telefônicos e de internet o atendimento à qualquer serviço ofertado pela empresa.  O atendimento presencial continua a acontecer na sede e lojas, mas nossos canais online estão prontos para atender suas demandas: 

SAC – 3315-0700 / 0800-0847100 
WhatsApp - 3315-0700 
Direct do Instagram -  @tcmtelecom 
Messenger do Facebook - @tcmtelecom 
Telegram  - @tcmmossoro_bot 
Para Faturas: SAC e App Central do Assinante (Android) ou site http://central.tcm10.com.br/centralassinante